TCC aborda casos de racismo no futebol

TCC aborda casos de racismo no futebol

Vinícius Pietschmann apresentou seu TCC no dia 8 de julho. A monografia, intitulada “Futebol, Racismo e Imprensa: análise de coberturas e posicionamentos sobre casos de racismo no futebol brasileiro”, foi orientada pelo professor Matheus Mello, doutor em Jornalismo. Os professores Sandro Galarça e Marília de Moraes avaliaram o trabalho.

O estudante analisou como a imprensa e os clubes de futebol lidam com atos racistas no esporte. Vinícius fez pesquisas com base em episódios de preconceito étnico-racial ocorridos entre os anos de 2014 a 2019. Um dos casos mais emblemáticos foi a agressão sofrida pelo goleiro Aranha de torcedores do Grêmio.

Vinícius concluiu que a mídia e os clubes relatam casos de racismo, mas sem um aprofundamento sobre o tema. “E há também veículos que não publicam nada”, apontou. Na avaliação do estudante, as assessorias dos clubes publicam notas de repúdio, mas não tomam providências mais contundentes. “Os clubes preocupam-se em expor sua opinião sobre o fato, por receio de suspensões ou multas, mas a discussão fica rasa. São posicionamentos pouco profundos, eles não buscam um debate com seus torcedores e população em geral”, explicou.

A professora Marília aconselhou o acadêmico a fazer uma revisão textual, elogiou o tema do trabalho, mas destacou que não houve uma análise propriamente dita, e sim uma descrição dos fatos. “Estudar também o posicionamento dos clubes por meio das notas emitidas por suas assessorias de comunicação é um bom insight”, disse.

A avaliadora também discordou de Vinícius quanto à imprensa não ter o hábito de discutir sobre racismo. “No caso do goleiro Aranha, por exemplo, houve muita discussão e reportagens bem aprofundadas, com depoimentos de especialistas e vítimas”, argumentou.

Galarça também elogiou o tema escolhido para a monografia. “É extremamente relevante por uma série de fenômenos e manifestações mundiais contra o racismo”, apontou. Para o avaliador, essas lutas estão cada vez mais presentes no esporte.

O avaliador aconselhou o estudante a reformular a introdução da monografia e também fazer um resumo mais explicativo do trabalho. Sandro também provocou uma reflexão sobre qual é o papel do futebol a respeito das causas sociais. “O futebol é um fato agregador da luta antirracista, sendo o principal componente contra o racismo quando consegue produzir jogadores de sucesso como Neymar, Pelé e Garrincha”, disse. Por outro lado, Galarça discordou do posicionamento de Vinícius de que o futebol seja “inclusivo”. Ele justificou seu modo de pensar com o exemplo das “peneiras” (processo seletivo para contratar jogadores para as categorias de base dos clubes). “Nas peneiras há vários negros também que não conseguem as mesmas oportunidades devido ao racismo e também à falta de dinheiro para investirem na carreira”, observou.

Ao final da avaliação, Vinícius foi aprovado com nota 7.


Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.