Simpósio de Enfermagem aborda novas áreas de atuação

Simpósio de Enfermagem aborda novas áreas de atuação

Discutir tendências e áreas de trabalho do profissional de enfermagem foi o objetivo principal do I Simpósio de Enfermagem, realizado na noite de quarta-feira, na Faculdade Ielusc. As palestras abordaram desde o lado mais empreendedor da profissão até áreas menos convencionais, como tratamento por florais e reiki.

“Somos a maior categoria profissional do mundo, podemos trabalhar em qualquer país, então por que há uma baixa autoestima na área? Porque nós não sabemos vender  nosso produto”, afirmou a enfermeira e mestra em Gestão de Tecnologia e Inovação em Saúde Simone de Souza, uma das palestrantes da noite. Simone trabalhou de 2004 até 2010 na Itália. “Essa experiência me deu uma visão bem interessante, porque lá há muita tecnologia e o enfermeiro possui maior autonomia para tomar decisões importantes”, contou. 

Simone de Souza destacou a importância de buscar sempre novos conhecimentos / Foto: Milena  Nennemann

 

A autonomia profissional do enfermeiro foi um dos temas da palestra de Simone. Ela enfatizou que uma das formas de valorizar a profissão  no contexto brasileiro é buscar  habilidades  que diferenciem o enfermeiro no mercado de trabalho. “Não basta mais eu ter apenas a faculdade de Enfermagem, eu tenho que ir além disso. As instituições querem enfermeiros que tragam soluções, não problemas”, complementa. 

Conforme Simone, não basta buscar títulos, é importante demonstrar a utilidade do conhecimento.  “Quando eu demonstro esse conhecimento eu conquisto a confiança no local onde estou.” Outra  área de trabalho abordada durante o simpósio foi a  Podiatria Clínica, que lida com enfermidades dos pés. “O nosso perfil de pacientes é diabéticos e pacientes neuropáticos, pés mais sensíveis”, afirma a especialista Kory Miranda. 

O podiatra pode requisitar exames para identificar o problema do paciente, indicar tratamentos e colocar próteses, além de permitir uma autonomia maior para o profissional de enfermagem, que pode ter uma clínica própria.

Kory Miranda falou sobre a podiatria clínica, área que trata de problemas nos pés / Foto: Milena Nennemann

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *