Semana recheada de eventos acadêmicos na Faculdade Ielusc

Semana recheada de eventos acadêmicos na Faculdade Ielusc

Quatro eventos movimentam a última semana de setembro na Faculdade Ielusc. A 3ª edição da Semana Acadêmica de Sistemas para Internet começou ontem e prossegue hoje na unidade centro. O tema da primeira noite, “O lado obscuro da internet” atraiu estudantes de vários cursos interessados em conhecer mais sobre as medidas de proteção de dados. André Satziack da Silva (Domo Soluções em TI) palestrou e também ministrou workshop. Na noite de hoje, Alexsandro Cordeiro (Box TI), fala sobre Lean Kanban e Relações Humanas. Confira mais detalhes no link.

Também iniciou na segunda-feira a  Semana Acadêmica de Psicologia, na unidade Saguaçu. Ontem a psicóloga Juliana Kunz falou sobre Autoconhecimento e carreira. Hoje os psicólogos Andreza Kostetzer, Heloiza Luckow e  Fábio Henrique Medeiros Bogo abordam “Pesquisas, psicologias e realidades”. A programação termina na quarta-feira com “Uma conversa sobre infância e psicologia“. Participam da mesa-redonda as psicólogas Flávia Machado e Karine Wolhke, com mediação da professora Juliana Rengel. O evento é voltado aos acadêmicos do curso. Confira mais informações no link.

O 1º Simpósio de Enfermagem Noturno – O Futuro do Cuidado: Novas áreas de Atuação do Enfermeiro – ocorre nesta quarta-feira (24/09), a partir das 19h, no Campus Centro. Os temas do simpósio incluem: Terapia com Florais, com a enfermeira Chana Gresiele Beninca; Enfermagem em Gerenciamento e Gestão, com Simone Aparecida de Souza; Podologia, com Kory Miranda e Reiki, com Adriano Alves Correa. O evento é para acadêmicos e profissionais da área. Para fazer  inscrição e saber mais detalhes acesse o link.

No dia 27, sexta-feira,  o curso de Fonoaudiologia promove palestra com Alex Duarte. O tema é “Como Empoderar Pessoas com Deficiência” e o evento ocorre no Auditório da unidade Saguaçu, às 19 horas.

Enxergar a deficiência como uma alavanca para oportunidades e jamais como motivo de segregação das pessoas é o principal objetivo de Alex, que utiliza dinâmicas para tratar de práticas inclusivas que estão em seu livro, parte da sua recente pesquisa sobre a autonomia das pessoas com Síndrome de Down. A obra mostra como é possível transformar limitações em autonomia e independência. Na contramão dos discursos que insistem em procurar explicações biológicas, catalogar sintomas e comportamentos padrão, Alex Duarte argumenta que os limites estão nas situações culturais que muitas vezes atribuem a características orgânicas o caráter do não aprender.

Haverá também a exibição do Documentário Expedição 21, com um estudo na prática sobre como o ambiente favorece o desenvolvimento de pessoas com síndrome de Down e outras deficiências. A inscrição é gratuita, mas a doação de alimentos não-perecíveis é bem-vinda. As inscrições podem ser feitas aqui.

 

 

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *