Primeira fase do Enem é neste domingo

Primeira fase do Enem é neste domingo

Por Isabel Lima e Destiny Goulart

A primeira etapa da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ocorre neste domingo e a segunda fase no dia 10 de novembro. O gabarito oficial será divulgado no dia 13 de novembro pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

No próximo domingo,  serão aplicadas as provas de Ciências Humanas (45 questões), Linguagens e Códigos (45 questões) e  Redação. No dia 10 é a vez  de Ciências da Natureza (45 questões) e Matemática (45 questões). Nos dois dias os portões abrem ao meio-dia e fecham às 13 horas. A prova começa às 13h30. O  resultado individual será divulgado em janeiro de 2020.

Para realizar a prova do Enem é preciso levar caneta esferográfica transparente de cor preta. O acesso à sala só é permitido  com apresentação de um documento de identificação original e com foto, como carteira de identidade ou de trabalho, certificado de reservista, passaporte ou carteira de motorista (CNH). Caso o documento tenha sido roubado ou furtado antes do exame, o candidato deve apresentar o boletim de ocorrência expedido por um órgão policial há, no máximo, 90 dias. Também deverá passar por uma coleta de dados biométricos e assinar um formulário especial. Candidatos que apresentem documentos permitidos e originais, mas danificados ou com foto infantil, poderão fazer a prova, desde que se submetam a uma identificação especial.

Participantes que solicitaram atendimento especializado para cegueira, surdocegueira, baixa visão e visão monocular podem utilizar os seguintes materiais: máquina Perkins, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, tiposcópio, assinador, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária e tábuas de apoio. Também podem ser acompanhados por cão guia. Todos esses recursos serão vistoriados pelo aplicador do exame. Artigos religiosos, como quipá, são permitidos, mas devem ser verificados por um funcionário. O cartão de confirmação de inscrição, embora não seja obrigatório, traz dados importantes, como o endereço de aplicação da prova.

Telefones celulares e quaisquer equipamentos eletrônicos devem ser desligados e guardados em um envelope lacrado, que permanecerá debaixo da carteira. Entram na lista de itens com uso proibido: calculadoras, agendas eletrônicas, tablets, ipods, gravadores, pen drive, relógio, chaves com alarme, fones de ouvido e gravadores. Durante a aplicação do exame, se algum aparelho, mesmo que devidamente guardado, emitir som, o candidato será eliminado. Lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, livros, manuais e anotações não são permitidos – devem ficar guardados no envelope. Qualquer dispositivo que receba imagens, vídeos ou mensagens é vetado. Óculos escuros, bonés, chapéus, viseiras ou gorros também não são aceitos nos locais de prova.
A professora e coordenadora do Ensino Médio do Colégio Bonja, Raquel Migliorini, recomenda que os candidatos tenham cuidado com a alimentação no dia da prova. “É importante comer alimentos leves, em hipótese alguma ir em jejum e cuidar também com o que vai levar para comer durante a prova, optar por alimentos com os quais já se está habituado a consumir”, aconselha.
Conforme Raquel, não adianta ficar fazendo revisão na véspera, é preciso descansar. “A prova é puxada,  fica-se ali sentado  por umas duas horas”, afirma. Ver com antecedência o local da prova, calcular o tempo de percurso e considerar possíveis  congestionamentos  são dicas para evitar atraso. “É melhor chegar bem adiantado, do que um minuto atrasado”, recomenda.
O Enem possibilita que o candidato ingresse no ensino superior de cinco formas diferentes: pelo Sisu, Prouni, Fies, universidades particulares que usam o exame como vestibular e universidades portuguesas que são parceiras do governo brasileiro.
Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *