Cidade fica sem desfile de Carnaval este ano

Cidade fica sem desfile de Carnaval este ano

Por Amanda Cristina e Destiny Goulart

Da mesma forma que em 2017, Joinville não tem Carnaval de Rua este ano e a decisão foi tomada pelas escolas de samba da cidade ainda no ano passado. Segundo Inês Gonçalves, presidente do Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Unidos Pela Diversidade,  não realizar  o desfile  foi uma decisão também das escolas. “No ano passado nós nos reunimos e fizemos algumas considerações como: quase todas as escolas estão se organizando com uma nova diretoria e também em relação ao Simdec, pois  a modalidade carnaval saiu do Simdec, dificultando as escolas  participarem dos projetos, pois foi colocado como  (categoria) cultura popular”, explica. De acordo com Inês, quatro escolas estavam disputando recursos do Simdec e seria difícil as quatro ganharem. “Infelizmente, todas as dificuldades que foram impostas no processo do edital do Simdec impossibilitaram as escolas de desfilarem neste ano.”

Conforme a presidente da Diversidade, é importante frisar que o carnaval não tira dinheiro da saúde, da educação, não tira dinheiro de lugar nenhum. “Como cultura, o carnaval é um direito constitucional e os governos têm como dever incentivar a cultura”, afirma Inês. 

Neste sábado (02/03), ocorre a Joinville Folia / Stamm + Trio Elétrico. A festa será na Avenida Beira Rio, a partir das 10 horas. E a partir das 17 horas é a vez da Folia no trio elétrico que vai animar o público até às 22 horas. A Escola de Samba Unidos Pela Diversidade estará presente. “A Diversidade vai neste Carnaval Folia Joinville 2019, colaborando com a Liga Independente das Escolas de Samba de Joinville. No sábado, vamos estar em nossa barraca na Beira Rio vendendo nossos abadás”, conta Inês. A folia começa às 10 horas e vai até as 17 horas com as barracas. A partir das 17 horas tem  trio elétrico com vários cantores, animadores e intérpretes até às 22h30. A Diversidade também organiza uma roda de samba na barraca para receber os amigos.

Capa da página do Facebook do Grupo da Diversidade mostrando a programação da folia deste ano

O presidente da Escola Príncipes do Samba, Edson Sestrem, explica que o carnaval da Liesj – Liga das Escolas de Samba de Joinville será “mais ou menos igual a uma micareta, ao longo da Beira Rio com a comercialização de barracas para grupos que quiserem confraternizar com o carnaval”.

Sobre Joinville deixar mais uma vez o desfile de rua de lado, Edson diz já ver isso com certa normalidade, pois  a prefeitura tem suas prioridades. Entretanto, na opinião dele, deixar as escolas paradas não é correto, pois o carnaval não deve passar em branco. “A gente não pode parar porque é uma cultura popular da qual pessoas gostam”.

.

Matéria atualizada em 07/03/2019. Alteração no título, pois ao contrário do que havíamos informado, em 2018 as escolas desfilaram. Em 2017 não houve desfile. 

 

 

 

 

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *