Hoje é o último dia para regularizar o título de eleitor para as eleições 2022

Hoje é o último dia para regularizar o título de eleitor para as eleições 2022

A população tem até hoje (4) de maio para regularizar a situação com a Justiça Eleitoral. Posteriormente, quem tiver pendências, não estará apto para votar nas eleições no final de ano. Em 2022 serão definidos os cargos de presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. 

Quem precisa acertar pendências e multas de ausências passadas, deve aproveitar a data. Isso também serve para aqueles que não votaram em três eleições seguidas e tiveram o título cancelado.

O dia 4 de maio é limite para outros procedimentos:

  • Solicitação da primeira via do título (para quem votará pela primeira vez);
  • Transferência de domicílio eleitoral e revisão de dados eleitorais (como a inclusão de nome social ou a mudança no local de votação dentro do município). 

Para eleitores brasileiros que moram no exterior, a data também encerra o prazo para alteração de dados, regularização e transferência do título.

O processo de regularização pode ser feito pela internet, por meio do sistema Título Net.

De 5 de maio até o final da eleição, o cadastro eleitoral ficará fechado e nenhuma alteração poderá ser efetuada no registro do eleitor. O único procedimento permitido é a emissão da segunda via do título, até dez dias antes do primeiro turno das eleições (marcado para 2 de outubro).

Passo a passo para regularizar o título de eleitor:

O eleitor precisa acessar o portal do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e preencher os dados para verificar se o seu título está regular. É só clicar na página inicial do site, em “Situação Eleitoral”. A consulta pode ser feita com nome completo, número do título de eleitor ou CPF.

Outro caminho prático para essa verificação é por meio do aplicativo e-Título, que também é válido como um título eleitoral digital e está disponível gratuitamente.

Caso haja algum débito, o eleitor precisa gerar a Guia de Recolhimento da União (GRU) e fazer o pagamento. O próximo passo é aguardar a identificação da quitação pela Justiça Eleitoral e o registro na inscrição pela zona eleitoral onde for inscrito.

Depois da checagem sobre sua situação eleitoral, o eleitor precisa reunir os dados que serão fornecidos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado correspondente. O procedimento é feito pela internet.

Pode ser necessário digitalizar ou tirar fotos de alguns documentos:

  • Documento oficial de identidade com foto;
  • Comprovante de residência recente;
  • Comprovante de pagamento de débito com a Justiça Eleitoral (quando houver);
  • Certificado de quitação de serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).
  • O requerimento será concluído após análise das informações prestadas e dos documentos apresentados. 
Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.