Estudantes reativam Núcleo de Jornalismo Esportivo

Estudantes reativam Núcleo de Jornalismo Esportivo

O Núcleo Esportivo César Santos, que atualmente conta com 22 integrantes, surgiu no começo de 2016, motivado pelo interesse de estudantes de Jornalismo em adquirir experiência com comunicação esportiva. Matheus Mello, professor de Radiojornalismo na Faculdade Ielusc, participou da fundação e também é um dos responsáveis pela reativação do NECS, junto com Roberto Bett, Bernardo Gonçalves e outros acadêmicos.

Mello e Bett declaram-se empolgados com a nova geração de alunos interessados em comunicação esportiva e enxergam muito potencial no grupo.

César Santos lecionou Radiojornalismo na Faculdade Ielusc, e Matheus Mello foi um de seus alunos. Hoje ele segue os passos do mestre, trabalhando como professor de rádio na mesma instituição. No segundo semestre de 2015, Santos  ofereceu a disciplina optativa de “Comunicação e Esporte” para fazer simulações de transmissões esportivas. “Instalamos uma TV no estúdio, separamos os alunos nas funções de narradores, repórteres e comentaristas.

A intenção era proporcionar a experiência de transmissões ao vivo, algo de que senti falta na minha formação acadêmica”, conta Matheus. Essas aulas ajudaram a formar profissionais que hoje atuam na área da comunicação esportiva de Joinville e região. “Em 2016 fizemos transmissões de jogos de futebol da Eurocopa, profissionais que hoje estão no mercado participaram dessa experiência”, destaca o jornalista.

Em 2016, os estudantes criaram o NECS, que recebeu o nome de Núcleo Esportivo César Santos, em memória do professor, que morreu em 2015 em decorrência de problemas de saúde.  “A morte do César abalou bastante os alunos. Nós gostávamos bastante do nosso professor e dar seu nome ao núcleo foi a nossa forma de homenagear esse grande profissional, que sempre nos inspirou”, conta Mello.

Prática e parcerias

Com a  volta de Matheus Mello ao Ielusc, como professor, o estudante Roberto Bett resolveu incentivar os acadêmicos a reativarem o NECS, pois as atividades estavam interrompidas desde o final de 2016. Segundo Bett, os professores Sandro Galarça e Marília Crispi de Moraes foram os principais responsáveis por incentivá-lo a reunir alunos dispostos a reconstruir o núcleo. “Tem muitos jovens interessados, pessoas engajadas. Percebi isso em uma aula que tive com colegas que estão começando a faculdade”, afirma Bett.  Ele acredita que a pandemia e os consequentes encontros por videoconferência acabaram ajudando a trazer o NECS novamente à tona.  “Eu e Matheus estávamos parados em casa, pensando em muitas coisas para dar uma motivada, por causa da pandemia. Foi quando resolvemos voltar com o NECS, até porque percebi pessoas dispostas a se envolverem com o projeto”, destaca o estudante.

Mello, que está prestes a concluir seu doutorado, destaca que o NECS  possibilita a prática para quem quer trabalhar com esportes no  rádio e na TV.  Atualmente, o grupo trabalha na elaboração de identidade visual, site e já conseguiu uma parceria com o curso de Fonoaudiologia. A Clínica-Escola da Faculdade Ielusc, na unidade Saguaçu, presta atendimentos individuais de orientação fonoaudiológica ao estudantes de Jornalismo.

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *