Comunicathon desafia criatividade de futuros publicitários

Comunicathon desafia criatividade de futuros publicitários

Criar uma estampa para a camiseta do curso de Publicidade e Propaganda é o desafio do Comunicathon deste ano. Na terça-feira (12/3), cerca de 90 acadêmicos de PP reuniram-se no auditório do Centro Cultural Deutsche Schule. Divididos em oito equipes, eles tiveram que apresentar suas propostas na mesma noite. A versão final de cada trabalho será entregue pelos grupos até  22 de março.

O evento foi inspirado no hackathon, em que os participantes se dividem em grupos e têm pouco tempo para buscar soluções para um desafio. No ano passado, o Comunicathon elaborou o selo comemorativo aos 20 anos dos cursos de Comunicação Social (Jornalismo e PP).   “A iniciativa surgiu a partir de um problema, que era o desenvolvimento do selo de 20 anos. Foi uma discussão que surgiu em 2017, a fim de envolver os estudantes nesse processo,  numa construção coletiva”, explica o professor Ricardo Steiner, coordenador da AEP (Agência Experimental de Publicidade).

Conforme Steiner, a primeira experiência foi muito positiva, pois serviu  para integrar  calouros e veteranos. “Esse processo dos estudantes buscarem soluções criativas para o selo teve um resultado bem interessante, por isso resolvemos reaplicar este ano”, afirma.

Durante o desenvolvimento das ideias, os alunos recebem orientações dos  professores do curso. As propostas vão circular  pelas salas e a que for eleita mais interessante será produzida. “A AEP vai buscar fornecedores para  viabilizar a produção e comercializar a preço de custo aos estudantes”, conta Steiner. Um dos pontos positivos do Comunicathon é a integração de estudantes de fases diferentes.

Ricardo Steiner, coordenador de Publicidade e Propaganda. Foto: Pablo Luiz

A ideia para o Comunicathon deste ano surgiu da observação do desejo dos próprios estudantes de contar com uma camiseta que representasse o curso. “Como a elaboração das propostas e também a escolha da melhor opção será feita pelos próprios alunos,  vai acontecer essa identificação que a gente espera”, observa o professor.

 

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.