Campanha tem o objetivo de arrecadar doações para famílias vulneráveis

Campanha tem o objetivo de arrecadar doações para famílias vulneráveis

Por Amanda Santos

Cerca de 27 milhões de pessoas estão abaixo da linha da pobreza no Brasil. Os dados foram divulgados em 2021 pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e mostram que o número triplicou e atinge cerca de 12,8% da população. Além disso, o país sofre com uma inflação cada dia maior, deixando muitas famílias sem saída até mesmo na hora de comprar alimentos.

Conforme a ativista e militante do Movimento Feminista da Diversidade de Joinville Anelise Wisbeck “a fome tem presa, não podemos esperar que o cenário que temos hoje com a inflação, o desemprego e a perda de poder aquisitivo mude com o governo que esta no poder”, critica. 

Na tentativa de mudar este cenário na cidade o  Movimento Feminista da Diversidade de Joinville em parceria com o  Comitê Popular Solidário de Joinville realizam a  Campanha Caixa Roxa, que tem como objetivo arrecadar doações para famílias vulneraveis. “ A maior parte destas famílias é chefiada por mulheres, e no período da pandemia foram as mulheres que mais foram atingidas pelo desemprego”, explica Anelise.

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, em 2021 o desemprego entre as mulheres bateu um recorde em nove anos. A taxa de desemprego foi de 16,45% entre as mulheres, já para os homens foi de 10,71%, mostrando que a falta de vagas é mesmo mais frequente entre as mulheres.

A Caixa Roxa 

A segunda edição da campanha Caixa Roxa  encerrou no dia 15 de maio e arrecadou alimentos não perecíveis, produtos de higiene e roupas para famílias carentes. A primeira edição da campanha aconteceu no final de 2021 e para este ano uma terceira edição está sendo programada entre os meses de outubro e novembro. 

Conforme Anelise Wisbeck a cor de luta do Movimento Feminista da diversidade é roxa, o que deu origem ao nome da campanha solidara. “ Nossa cor de luta é Roxa, por isso Caixa Roxa, desta maneira transmitimos a informação de que essa caixa é das mulheres, uma caixa de luta feminista”, explica.

Ainda segundo Anelise o Movimento Feminista da Diversidade de Joinville é um coletivo formado por mulheres e que luta por elas em  toda a sua diversidade e interseccionalidade. “Somos um coletivo e acreditamos que juntas somos mais fortes”, comenta.

Posts relacionados
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.